Mulheres lançam campanha “Homens parem de nos matar”

Compartilhe

Mulheres são mortas pelos proprios maridos em Angola

Angola tem registado nos últimos meses casos de homens assassinando as suas esposas por motivos que vão desde o ciúme.
A sociedade ficou chocada com os recentes casos em que duas senhoras sofreram violência dos seus parceiros onde uma delas foi assassinada.
Trata-se de casos que são motivados pela raiva e frustração , casos que aos olhos da sociedade são injustificáveis mas que a justiça através dos direitos humanos prefere defender.

Uma jovem quase que foi assassinada pelo marido com golpes de laminas no pescoço e nos braços, enquanto que a advogada que era conhecida como Carolina foi morta pelo próprio marido e colocada na fossa da sua própria casa.

O inédito é que os praticamentes dos crimes de violência contra a Mulher normalmente confessam os seus actos como é o caso do último relato.

Para mostrar descontentamento ao comportamento desumano dalguns homens, as mulheres lançaram uma campanha nas redes sociais denominada “Parem de nos matar”.

Comentários no Facebook
Compartilhe