Policial e sua esposa são acusados de espancar até a morte um suposto marginal

Compartilhe

Um agente da polícia nacional afeto ao comando Geral, está sendo acusado de matar um marginal com ajuda da sua esposa.

Segundo nos relatam as testumunhas oculares, Paulo Jorge agente da polícia, teria solicitado os serviços de lavagem de carros do jovem que respondia pelo nome de Marcos Paulo, horas depois o agente foi a busca do seu automóvel mas notou a ausência de alguns pertences que la havia deixado, como é o caso da carteira, telemóvel e um tablet, e como este ja conhecia o paradeiro de Marcos Paulo, foi atrás até o emcontrar tendo lhe levado na sua casa.

Na residência do senhor Paulo Jorge, o jovem foi espancado e torturado com a ajuda da sua esposa, até que por volta das 03 da mafrugada de Quinta feira o jovem decidiu revelar onde teria guardado os pertences e, la foram até ao Zinga, Vila Alice.

Mesmo depois de ter devolvido os pertences roubados, este continuou sendo espancado até a morte.

Segundo fontes familiares do malogrado, o agente encontra-se preso, mas temem que este venha sair por causa das influências que possui uma vez que é um policial bem patentiado.

O Jornal da Banda vai continuar atento ao assunto até o seu desfecho.

Comentários no Facebook
Compartilhe