Presidente da República faz mudanças na Polícia Nacional

Compartilhe

O Presidente da República, João Lourenço, efectuou uma série de movimentações na Policia Nacional e em outros organismos afectos ao ministério do Interior, na sua qualidade de Comandante-em-chefe das Forças Armadas Angolanas, em obediência a última reunião do Conselho de Segurança realizada em Luanda recentemente.

Para ocupar a pasta deixada em aberto há algumas semanas pelo agora Comissário-Chefe, Candela, na Polícia de Guarda Fronteira, João Lourenço nomeou o comissário João Baptista Ginga de Almeida, antigo Comandante da Unidade dos Objectivos Estratégicos.

O Jornal da Banda sabe de fonte próxima ao “dossier” que para substituir aquele oficial comissário na Unidade dos Objectivos Estratégicos, foi nomeado Divaldo Martins actualmente sem cargo na Polícia Nacional. A fonte adianta que o comissário Sebastião Cambinda “Vietnam”, foi no mesmo documento, nomeado ao cargo de Director Nacional de Logística acumulando o mesmo com o de Director de Logística do MININT.

Fala-se, também, embora a fonte não soubesse clarificar o nome, de um novo Director de Gabinete do Comandante Geral da Polícia Nacional. Uma das mexidas que saltam à vista, embora seja da competência do Ministro, é a de Simão Milagres. Ângelo da Veiga Tavares, exonerou recentemente, Simão Milagres do cargo de director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa, do Ministério do Interior.

O Jornal da Banda sabe da mesma fonte que em substituição foi nomeado o Superintendente-Chefe, Waldemar José, que até a data exercia a função de Director-Adjunto do Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais, Osvaldo Serra Van Dúnem.

Nomeado em Janeiro de 2016, Simão Milagre, vê-se agora dispensado por alegadamente ter falhado na missão a que lhe foi incumbida e que consta da estratégia do novo executivo, que é de melhorar o relacionamento do MININT com os órgãos de comunicação social.

A fonte conta, também, que Simão Milagre, regressa ao Serviço de Migração e Estrangeiros SME, para exercer o cargo de Director Provincial de Luanda uma casa que muito bem conhece, porque foi durante longos anos porta-voz do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME).

Comentários no Facebook
Compartilhe