Osvaldo Ferreira viaja sobre Luanda na Galeria Tamar Golan

Compartilhe

O artista plástico angolano Osvaldo Ferreira vai apresentar na Galeria Tamar Golan “Entre a Lupa e o Pincel – Travelling Sobre Luanda”, uma exposição individual a inaugurar no dia 24 de Maio de 2019, Sexta-feira, às 18h00. A exposição ficará patente ao público até ao dia 17 de Junho, podendo ser visitada de Segunda-feira a Sábado, entre as 12h30 as 19h30, na galeria de arte contemporânea da Fundação Arte e Cultura, na baixa de Luanda.

O ARTISTA
Natural de Luanda, onde nasceu a 8 de Dezembro de 1980, Osvaldo Ferreira pertence à porventura mais jovem geração de artistas plásticos angolanos e demonstra, desde muito novo, um forte interesse pelo desenho e pela pintura, e começa a elaborar os primeiros traços aos 12 anos, fruto da paixão que já então nutre pelas cores e figuras geométricas. Faz o ensino médio no Instituto Médio de Formação Artística e Cultural (INFAC) em 2004, onde manifesta de forma notável a sua veia artística e conclui o curso de Artes Visuais e Plásticas no Instituto Superior das Artes (ISART) em 2019. Funcionário do Ministério da Cultura desde 2005, é actualmente membro sénior da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP). Em 2016 participa na exposição colectiva “Reviver Manguxi”, na Galeria do Desporto em Luanda. No ano seguinte apresenta no Museu de História Natural “O Impacto das Redes Sociais em Angola”, a sua primeira exposição individual. Ainda no mesmo ano volta a participar numa exposição colectiva, “Exótica” no Atelier Guilherme Mampuya. Em 2018 volta ao Museu de História Natural com a sua segunda exposição individual “Entre a Lupa e o Pincel”. É precisamente uma segunda edição desta exposição, intitulada “Entre a Lupa e o Pincel – Travelling Sobre Luanda”, que Osvaldo Ferreira traz à Galeria Tamar Golan. É mais um desenvolvimento na relação estreita, umbilical, entre Osvaldo Ferreira e a sua cidade.

A EXPOSIÇÃO
Vista de longe, Luanda é bela e ostenta uma mistura fascinante de passado e presente. Mas quanto mais nos aproximamos dela e apuramos os sentidos, a cidade transfigura-se e exala poesia, exibe as suas cores e partilha os seus ruídos, por vezes ensurdecedores, do quotidiano. Ao mesmo tempo, Luanda permanece, ainda hoje, uma cidade ferida, magoada, e assustada. Em “Travelling Sobre Luanda”, Osvaldo Ferreira debate-se, uma vez mais, com a cidade que tanto ocupa a sua obra e que tanto o inquieta, com a beleza que transcende e arrebata e com os pormenores que não sendo exclusivos da cidade lhe são, no entanto, tão característicos, as ruas entupidas de viaturas e vendedores, a confusão e os acidentes, os contrastes, tristes, entre uma modernidade por vezes duvidosa e a penúria certa de muitos, os bairros e os que neles lutam pela sobrevivência…
Em “Entre a Lupa e o Pincel – Travelling Sobre Luanda”, o artista faz isso mesmo, viaja de novo sobre a cidade, mantém-se distante mas com um olhar de ave-de-rapina, atento a todos os pormenores.

A GALERIA
A Galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, é um projecto cultural inovador e alternativo, sem fins lucrativos, que visa promover as artes plásticas angolanas e apoiar jovens talentos emergentes nas artes plásticas. Todas as receitas da galeria são canalizadas para os projectos sociais da Fundação. Criada em 2013, ano em que a Fundação completava o seu 7º aniversário, a Galeria Tamar Golan está situada na histórica baixa de Luanda, na Rua Rainha Ginga, nº187, no edifício conhecido como “Edifício das Embaixadas” (por trás da Pinto Basto). A Galeria está aberta ao público de Segunda a Sábado, das 12h30 às 19h30.

Contributo de responsabilidade social do Grupo Mitrelli, a Fundação Arte e Cultura conta com o apoio dos seus parceiros estratégicos, o Grupo Siccal (Andrades), a Agência de Comunicação On Time, a Bonws Seguros e o Luanda Medical Center.
_____________________________

Comentários no Facebook
Compartilhe