Feira do Empreendedor promove “pequenos negócios”

Compartilhe

A feira do empreendedor, que decorreu no último final de semana em Luanda, nas instalações do Nosso Centro, no Gamek, permitiu por parte dos feirantes, promoverem os seus negócios. Com mais de 40 empresas particpantes, a feira atraiu igualmente um, número significativo de visitantes, vindos de vários pontos de Luanda.

Entre as empresas expositoras, estavam a Empresa Boutique Zero Meia, voltada para restauração e AG Sabores para a Vida, voltada à confeção de productos alimentares, como bolos, salgados, rissois, entre outros.


A empresa Maube, voltada para a consultoria e assessoria contabilística,
Um dos feirantes, Humberto Damião, em nome da empresa Boutique Zero Meia, disse que graças a Feira do Empreendedor conseguiu fazer algumas vendas, dos seus productos. Mas além das vendas, fez saber o empereendedor, foi possível estabelecer parcerias importantes para o crescimento do seu negócio.

Humberto Damião acrescentou igualmente que, todo o empreendedor deve ter em mente sempre que, as férias são uma grande oportunidade para não só vender os seus productos, mas sobretudo para fazer parcerias, captar clientes para próximas vendas, bem como dar visibilidade à nossa marca.


Para aquela empreendedor, apesar dos ganhos, também houve algumas pequenas falhas na organização da Feira, que devem ser melhoradas nas próximas ocasiões.

Humebrto Damião afirnou que a comunicação da feira não fluiu como devia ser, e apesar de ter decorrido com êxito, ter-se-ia apostado mais na comunicação.

O empreendedor acredita que a comunicação joga um papel fundamental em eventos como feira, e por isso, realçou a necessidade de se apostar na maior divulgação de eventos do gênero. Por isso, o empreendedor aproveitou para fazer um apelo aos diferentes órgãos de comunicação social do país, a darem importância na cobertura de eventos do gênero.

Na mesma linha de pensamento, estavam as empreendedoras, Yoleni Jandira Sebastião e Antónia Pitra, em nome da empresa AG Sabores para a Vida, que foi pela primeira vez que conseguiram expor o seu pequeno negócio numa feira.

As empreendedoras afirnmaram que a princípio, a ideia que tinham de uma feira, era de um lugar em que se podia fazer muitas vendas, mas quando chegaram ao local, não foi bem assim.
Conseguiram fazer algumas vendas, como afirmaram, mas ainda assim, mais importante foi ter conseguido dar mais visibilidade ao seu negócio e encontar algumas parcerias.

As empreendedoras acrecditam que, é com iniciativas do gênero que se fazem crescer os pequenos negócios. Atendendo à especificidade do seu tipo de negócio, as feirantes acreditam que a componente da comunicação e publicidade do seu negóciso deve ser muito elevada, por isso, graças a feira, conseguiram publicitar a marca.
Na feira, as empreendedoras levaram mussi, pudim, salgados, gelados, pizza, e outros productos.

Oportunidade aos pequenos empreendedores
No acto, o responsável pela organização da Feira, Inene dos Santos, em nome do Centro Empreender Transforma, realçou que, foi possível atingir os grandes objectivos do certame, que era de dar oportunidade aos pequenos empreendedores exporem os seus productos.

Outro objectivo que foi atingido, disse ainda, foi o de por em prática aquilo que muitos empreendedores tem estado a aprender em teoria, no que toca aos desenvolvimento de negócio.

Economicamente chega a ser mais viável para estas empresas participarem nesta feira, porque o valor que as mesmas pagam aqui, tende a ser muito inferior, e conseguirem expor vários productos ao mesmo tempo.

Inicialmente estava previsto a participação de 40 empresas na feira, mas este número foi ultrapassado, disse..

Comentários no Facebook
Compartilhe