Vítimas da seca no sul do país- campanha arrecadou 90 toneladas de bens

Compartilhe

Por: Filipe Eduardo

A campanha de apoio às vítimas da seca no Sul do país, levada a cabo desde Novembro último pela Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, os Tocoístas, recolheu, até ontem, último dia, 90 toneladas de bens diversos não perecíveis e um montante de Kzs. 24 milhões.

Dos produtos recolhidos, constam, de acordo o director da campanha, o pastor Salvador Francisco, fubá de milho, açúcar, sal de cozinha, óleo alimentar, entre outros produtos. Numa primeira fase, disse Salvador Francisco, este apoio vai ser encaminhado para as populações das províncias do Cunene e Kuando Kubango, duas regiões fortemente assoladas pela seca.

Quanto à transportação dos bens até às pessoas necessitadas, o líder da Igreja Tocoísta agradeceu o apoio da Casa Militar do Presidente da República que prontamente predispôs-se a apoiar esta causa. Acrescentou que ainda esta semana, os bens poderão chegar aos necessitados. O bispo Afonso Nunes agradeceu igualmente a sensibilidade de outros membros da sociedade, na sua maioria tocoístas, que de forma exemplar estenderam as mãos aos irmãos do Cunene e Kuando Kubango.

Ainda no âmbito da sua acção social que tem vindo a evidenciar-se a cada dia que passa, a Igreja Tocoísta, em parceria com o grupo MIAMOP, procedeu a abertura de cozinhas comunitárias em alguns municípios de Luanda, designadamente Kilamba Kiaxi, Viana, Cacuaco e Sambizanga com a capacidade de atender três mil refeições por dia. Numa primeira fase, informou o bispo Afonso Nunes, as quatro cozinhas estão a funcionar às segundas, quartas e sextas, num projecto que vai estender-se até ao final de Janeiro. O objectivo, de acordo o líder tocoísta, é ajudar os irmãos com dificuldades em obter uma refeição condigna, atendendo à actual situação econômica de muitas famílias.

Comentários no Facebook
Compartilhe