Presidente da FIFA desconhece o “CASO AKWÁ”

Compartilhe

Redação: Matias Daniel

O Presidente da FIFA, Gianni Infantino que chegou em Angola na tarde desta Quinta-feira, mostrou-se “alheio” sobre o caso mais badalado no futebol angolano nos últimos tempos.

Na conferência de imprensa realizada ainda na noite do dia 28 de Novembro, o dirigente máximo do futebol dirigiu-se a sala onde respondeu algumas perguntas dos jornalistas por pouco menos de 10 minutos.

Dentre os vários assuntos, o “Caso Akwá” não ficou de fora e, questionado a cerca, Gianni Infantino mostrou-se inocente e alheio sobre a questão, tendo a pergunta sido respondida pelo Artur e Silva, Presidente da FAF que garantiu aos jornalistas presentes de que o assunto está sendo resolvido junto da Federação de Futebol de Qatar.

Assim sendo, Akwá, considerado o ícone do futebol angolano por ter marcado o único golo que apurou Angola pela primeira em um mundial de futebol, em 2006, continua castigado pela FIFA, proibido de exercer qualquer função na modalidade, por ter abandonado o seu clube em Qatar para atender os serviços na Selecção Nacional dos Palancas Negras.

Gianni Infantino, faz uma visita de trabalho numa altura em que o Presidente da Federação Angolana de Futebol, Artur Silva, revelou que apenas em 2019 este órgão foi legalmente reconhecido.

No ponto de vista das finanças, a pois auditoria, Angola saiu da lista negra e beneficia-se agora de um financiamento de 6 milhões de dólares, para apoiar os vários projectos ligados ao futebol com destaque ao feminino.

Comentários no Facebook
Compartilhe