JOANA LOURENÇO: a exoneradora implacável do cuando cubango

Compartilhe

Emília Marta Kakuhu tem sido, nos últimos tempos, um dos nomes mais sonantes da província do Cuando Cubango, depois de indicada como a nova Administradora municipal de Cuangar, tendo já, até ao momento, exonerado metade dos funcionários daquela Administração, o que lhe tem valido o apelido de “Joana Lourenço” do Cuando Cubango, por causa da sua atitude de exoneração em massa.

Nomeada em Janeiro de 2020, pelo actual Governador daquela província, Júlio Bessa, a Administradora Emília Marta Kakuhu tornou-se alvo de críticas e reclamações pelo facto de esta ter exonerado quase toda a antiga administração e posto os seus amigos e familiares, como nos contou uma fonte muito bem posicionada daquele município do sul do Páis.

“Ainda não vimos os seus trabalhos, só nomeou familiares e estão somente nos gabinetes”, disse a fonte que optou pelo anonimato.

Como forma de protesto, alguns funcionários estão a preferir ficar em casa, porque já sabem que serão retirados dos cargos.

Nas suas primeiras mexidas, pelo que nos chegou, Emília Marta Kakuhu nomeou um dos parentes para o cargo de director do hospital municipal do Cuangar.

“ Um dos familiares que colocou como director do hospital arrancou dente duma senhora e morreu”, acusou.

Para averiguar a veracidade da informação, O Primeiro foi atrás de fontes internas do hospital e, todavia, os profissionais de saúde daquele município confirmaram a negligência e sugerem que o caso seja investigado para que se encontre o culpado.

Com uma população maioritariamente camponesa, o Cuangar é um dos municípios com uma cultura diversificada através da fronteira com a Namíbia, o que faz com que vários angolanos prefiram atravessar o rio Kubango para procurar serviços na vizinha república.

O desgaste com a administração de Emília Kakuhu surge por alegada má gestão da coisa pública no município, afirmando que desde que entrou na liderança do município houve apenas recuo e lentidão no desenvolvimento. Para os munícipes, a vizinhança tem dado mais passos largos que o Cuangar, o que para eles constitui uma grande preocupação.

Cuangar é um dos 9 municípios do Cuando Cubango, tem cerca de 22 mil habitantes, é limitado a Norte pelos municípios de Menongue e Nancova, a Leste pelo município de Calai, a Sul pela República da Namíbia e a Oeste pelo município de Namacunde.

Comentários no Facebook
Compartilhe