Interpol em Angola aguarda a “RED NOTICE” para capturar Isabel dos Santos

Compartilhe

Redação: O PRIMEIRO

Jornalista: Matias Daniel

A Interpol angolana veio a público desmentir as informações e a suposta denúncia pública apresentada pela empresária angolana que dava conta do envolvimento de dois agentes daquele órgão internacional em esquema de deturpação de dados que culminaram no arresto.

Em entrevista exclusiva ao Jornal de Angola, o director do Gabinete Nacional da Interpol-Angola e Delegado de África, o subcomissário Destino Pedro, esclareceu dando como fake news e tentativa de descredibilizar a justiça angolana por medo de ser capturada.

O subcomissário afirmou que o recurso à imprensa por parte dos advogados de Isabel dos Santos, com notícias deste tipo, é uma estratégia de defesa, porque “o próximo passo da Justiça angolana, enquanto Isabel dos Santos for considerada prófuga da justiça ou fugitiva, seria a emissão de um mandado de captura internacional, para a sua detenção e impedimento de circular a nível internacional.”

Destino Pedro considera que o Estado angolano pode fazer recurso à emissão da “Red Notice” (Notificação Vermelha), um dos grandes e eficazes instrumentos de cooperação policial, judiciário e judicial internacional, no conflito com Isabel dos Santos.

De acordo com Destino Pedro, a “Red Notice” da Interpol um instrumento válido em quase todos os países do mundo que apela a todo e qualquer agente de polícia ou de Justiça, a nível internacional, a proceder à detenção de alguém considerado fugitivo e a quem lhe tenha sido expedido o mandado.

Assim sendo, Isabel dos Santos poderia ser capturada e deportada para que fosse julgada.

Comentários no Facebook
Compartilhe