“A juventude não sabe quase nada sobre a história de Angola”, General Farrusco

Compartilhe

O General que falava ontem no lançamento do filme “Mais Um Dia de Vida”, no Cinemax Talatona, mostrou ser da opinião que a juventude angolana precisa interar-se mais sobre os acontecimentos históricos que marcaram o país, sobre tudo os que originaram revolução.

Em vésperas da estreia do filme “Mais um dia de Vida” baseado no livro de Ricardo Kapuciski, um jornalista polaco que esteve em Angola na altura em que a independência era uma miragem, o protagonista do filme, Joaquim António Lopes “Farrusco” falou em entrevista exclusiva ao Jornal da Banda mostrando a sua felicidade: “Esta é uma experiência grande na minha vida porque estou na primeira linha na altura em que se da a primeira invasão sul africana pelo sul” disse o General.Questionado pelo Jornal se a Juventude tem sabido explorar a história de Angola o General disse que “Não”: “A Juventude explora praticamente nada, tudo porquê não tem um acervo histórico suficiente para servir de linha de orientação” lamentou.
General Farrusco, na altura comandante da Frente Sul no Cunene, disse ainda que Angola teve dificuldades em alcançar a independência porquê havia uma tentativa das forças secretas norte americanas de não permitir que tal feito se concretizasse por causa do regime pro esquerda “Comunista” que Angola havia adotado.
O filme foi baseado no livro do Jornalista polaco Ricardo Kapucisk enviado pelas agências de noticias polacas de modo a reportar tudo que acontecia em Angola.

Comentários no Facebook
Compartilhe